6 dicas para fazer um bom treinamento de funcionários

10/10/2018

6 dicas para fazer um bom treinamento de funcionários

Treinar equipes e desenvolvê-las tornou-se, com o tempo e a globalização, um dos itens fundamentais para gerir e criar valor dentro das organizações. Esta pode ser uma das etapas mais importantes ao lidar com pessoas dentro de grandes e pequenas empresas. É através dela que são alinhados pontos estratégicos que ajudam a empresa a difundir sua marca aos colaboradores internos e aos fornecedores externos, que acabam por aprender a servir melhor e criar grandes laços comerciais, fortes o suficiente em tempos de dificuldades e com oportunidades de novos entrantes no mercado.

Para isso, o conhecido T&D é importante por diversos aspectos. Confira algumas dicas de como desenvolver um bom T&D dentro de sua organização, seja em um grupo específico de funcionários, seja para todos os colaboradores de uma organização, a depender do objetivo que cada atividade deseja alcançar.

Coach profissional e psicólogo

O coach é um profissional que ajudará você a desenvolver uma equipe específica para alinhar com o grupo o que deve ser realizado. Ele é capaz de observar individualmente as motivações e os fatores higiênicos que são importantes para cada um, entender o clima e a cultura, e alinhar as necessidades e buscas individuais com a organização. Com isso em dia, o funcionário entenderá que está sendo ouvido e levado a sério. Uma resposta positiva às necessidades listadas, na medida do possível, trará como resultado a diminuição da rotatividade de profissionais no setor da empresa e, consequentemente, maior satisfação e bem estar na equipe.

Objetivos

Os objetivos são o ponto fundamental para o treinamento de funcionários. Eles são o norte que todos devem buscar. É no objetivo de determinado departamento que os gestores estão focados e, com o treinamento adequado, demonstrarão aos demais aonde devem chegar.

Prática e aprimoramento

Muitas empresas atualmente investem grande parte de seu orçamento em treinamento prático e ensino de como desempenhar a função a que determinado funcionário está designado. Nele os funcionários aprenderão como fazer, o que não fazer, os prazos e as atividades específicas para as quais foram contratados. Esse tipo de atividade dentro das empresas diminui desinformações e falta de identificação com a atividade, e proporciona aprimoramento constante. Outro ponto importante é que há também a oportunidade de aprender através de cursos on-line, o que chamamos de EAD (Ensino à Distância). As universidades corporativas são peça fundamental para complementar o que falta na formação de um funcionário ou equipe como um todo.

Compreensão e imersão

A compreensão e imersão na cultura de uma empresa e suas subculturas é fundamental para adequar metas, objetivos e valores da empresa ao que se deseja alcançar a curto e médio prazos. Entender quais são os rituais dentro da empresa, como ela se desenvolve, se tem uma cultura forte ou fraca, flexível ou não, e como está o clima organizacional dentro de cada departamento fará com que o treinamento se desenvolva e transforme a equipe em um sucesso.

Ouvir funcionários

Conhecido por feedback reverso, ele ocorre quando o treinamento visa implantar novos moldes na organização e, para isso alguns pontos cruciais da cultura e do clima devem ser mudados. Todas as mudanças organizacionais geralmente trazem certa resistência, pelo fato de os colaboradores estarem acostumados  ao ritmo já imposto. Não mudar o que se precisa é ainda mais difícil. Então saber fazer tais mudanças com o tempo e ouvir as necessidades das equipes com a ajuda de um gestor de pessoas trará resultados visíveis e desejáveis a todos, gerando valor à empresa e satisfação para quem é ouvido.

Estilos diferentes

Não existe apenas um tipo de treinamento. Há diversos formatos possíveis, e cada um deles está direcionado para um tipo de objetivo diferente. Um dos formatos mais conhecidos em empresas com muitas funções e que deseja que seus entrantes conheçam as mais diversas funções e como executá-las, é o chamado job rotation. Nesse modelo, o funcionário, geralmente trainee, passa a aprender desde as funções mais básicas até as mais complexas no final do processo. Esse tipo de treinamento desenvolve capacidades e gera troca de experiências entre aqueles que já estão na empresa há mais tempo e têm conhecimento de como desenvolver as atividades do dia a dia.

Grupo MoveEdu

Com mais de 30 anos de experiência no mercado de educação, o Grupo MoveEdu é detentor das redes Prepara Cursos, Microlins, People, SOS, Ensina Mais, Turma da Mônica, Pingu’s English e English Talk. Já recebeu diversos selos de qualidade da Associação Brasileira de Franchising e prêmios de melhores franquias do Brasil. Conta com diversos programas de inserção no mercado de trabalho para jovens e de bolsas de estudo. Se interessou? Então comece agora mesmo! Conheça mais sobre o grupo MoveEdu e prepare-se para entrar de cabeça em um dos mercados que mais crescem no Brasil!

Comments